É estudante ou ainda é muito novo na profissão e não tem experiênca? Como fazer para criar um currículo marcante nessas condições? O que devo incluir no documento para que não pareça vazio e possa ser interessante para os recrutadores?

Essas são perguntas comuns e extremamente naturais para um profissional júnior, que acabou de terminar os estudos e está em busca do seu primeiro emprego. Porém, de acordo com Ana Paula Prado, Country Manager do InfoJobs, empresa de tecnologia para recursos humanos, é sim possível fazer um currículo impactante com pouca (ou nenhuma) experiência.

Antes de tudo, a executiva reforça que hoje em dia, além do modelo em arquivo, é comum que os candidatos se apresentem e preencham suas experiências por meio de um software de recrutamento e seleção, como o PandaPé, por exemplo, ATS do InfoJobs que auxilia na gestão dos processos seletivos e contratações mais rápidas e assertivas.

 

 

“Se por um lado em um currículo de PDF você precisa ter a preocupação de organizar suas informações da maneira mais sucinta possível, por outro, em um software de recrutamento online, você tem a liberdade de explorar mais suas competências e habilidades. Isso, claro, prezando sempre a objetividade”, afirma.

1. Lembre-se que toda experiência é válida

Neste caso, toda e qualquer experiência é válida. Desde sua formação e cursos complementares, até atividades extracurriculares que possam fazer sentido com sua área de atuação. Por isso, é importante dedicar um tempo para desenvolver-se nos assuntos que estudou, se já fez treinamentos adicionais e até mesmo quais foram suas realizações acadêmicas. Você participou da organização de atividades dentro da escola? Você já fez algum voluntariado? Qualquer atividade que considere relevante, que tenha te proporcionado experiência e competências aplicáveis ao nível de trabalho, será de grande ajuda para gerar conteúdos interessantes para o seu currículo.

 

 

2. Compartilhe exemplos de seu trabalho acadêmico

Se o tipo de cargo permitir, não custa compartilhar exemplos de projetos acadêmicos. Muitos recrutadores estão interessados, por exemplo, em conhecer os trabalhos de conclusão de curso dos recém-formados. Se tiver exemplos dos quais se sente especialmente orgulhoso ou que obteve boas notas, não hesite em encaminhar como referência ao email que será enviado à empresa junto com o seu CV ou até anexá-los na plataforma de recrutamento.

 

3. Mostre sua motivação na carta de apresentação

Mesmo que seja a primeira vez que esteja procurando emprego, e embora considere que o seu currículo não é muito completo, não significa que não possa escrever uma carta de apresentação de qualidade igual ou superior à de um profissional sênior. A carta apoiará o seu currículo e mostrará ao recrutador aspectos que você não pode apresentar nele, como as suas motivações para obter o cargo para o qual está se candidatando ou como a experiência obtida nos estudos que permitem que você seja um candidato qualificado.


GRUPO DE VAGAS NO WHATSAPP: https://chat.whatsapp.com

 

GRUPO DE VAGAS NO TELEGRAM: https://t.me/joinchat

 

INSTAGRAM: https://www.instagram.com 

 

Atenção!

O Portal A Gazeta Empregos é somente um site de divulgação de vagas. Não temos qualquer ligação com as empresas anunciantes das vagas e nem somos responsáveis pelos conteúdos dos anúncios. Qualquer irregularidade nas notícias, favor denunciar para que possamos removê-la.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES!

NUNCA VALIDE E/OU FORNEÇA CÓDIGO DE VALIDAÇÃO ENVIADO POR SMS.

NUNCA FORNEÇA DADOS PESSOAIS, BANCÁRIOS OU SENHAS EM LIGAÇÕES TELEFÔNICAS RECEBIDAS.

NUNCA PAGUE POR TAXAS, CURSOS OU CERTIFICADOS COM A PROMESSA DE EMPREGO - ISSO É GOLPE!